03 junho 2006

ah e tal é português....

"ah e tal é português...." Isto é a resposta de muitos portugueses para quando lhe mostram um grupo musical português. Quando esta resposta não aparece, existe outra também muito conhecida "isso não é conhecido.nunca ouvi nada disso. não presta!".
Interessante esta maneira que os portugueses tem de ver as coisas. Existem inumeros projectos de qualidade de nível nacional, que nunca a ter oportunidade de emergir no mercado musical.E porquê? Porque o público português a maior parte das vezes "matou-os" a partida.
Talvez isto seja um texto sem lógica e eu amanhã apague isto, mas até lá quero expressar a minha revolta para uma sociedade que não quer mudar mentalidades e maneiras de agir. Quem tenta fazer um pouco pela cultura deste país tem a vida muito dificultada, quem fala na cultura fala em tudo o resto. Somos um país que tudo é complicado de se fazer cá. Quando? Quando, iremos mudar esta mentalidade.
Voltando a música, seja louvado o trabalho que muitos fazem neste país por essa arte que por vezes é desprezada por tantos. Desprezada não na maneira de não a ouvirem mas sim de simplesmente ignorarem e fecharem os olhos para tantas sonoridades de elevada qualidade que são apenas consumidas por um público muito restrito.

1 comentário:

marilia disse...

Porque simplesmente o povo português tem de ser reeducado. Mas o problema está todo centrado nos mass media.
è que infelizmente a nossa cultura é uma cultura de massas movida pelos mass media. Que tentam que as pessoas se identifiquem com o que vêem e ouvem.

Simplesmente por isso, se em portugal não se ouve boa musica ( e este é um conceito relativo), se em portugal não se vê boa programaçao a culpa é dos media que transmitem aquilo que acham que é o que o povinho quer ver.

Ninguém quer admitir que é educado pela tv ou pelo rádio, mas a verdade é que entre um programa cultura da rtp2 (passo publicidade) e uma reality show com celebridades quaisquer da tvi, as pessoas vão pelo entretenimento e pela coscuvelhice.

Portugal tem tanto e pode dar tanto mais ninguém o sabe valorizar.. e isso começa na política: um país com tantos recursos é o que está na fossa.

Gostei do que publicaste, estás de parabéns.